7 de mar de 2014

Uma orca de doze metros, é capturada para fazer shows aquáticos. No aquário a baleia Willy, é visitada por crianças que se afeiçoam por ela. Nesse sólido relacionamento, o carinho e a ternura aumentam, e quando as crianças vem a saber que a baleia pode morrer no cativeiro, reúnem todas as suas forças para libertá-la.

Essa é a sinopse de Free Willy é um filme americano, e que revelou a atriz mirim Bindi Irwin, que é filha de Steve Irwin que mantinha um zoológico fundado por seus pais na Austrália, e que adquiriu fama mundial através de seu programa O Caçador de Crocodilos, e que morreu em 2006, após ser atingido fatalmente por um aguilhão de raia.

Quando Criança ajudou a Salvar Orcas

O filme teve três sequências e uma curta série animada de televisão. Free Willy lançado em 1993 já era uma crítica ao confinamento dos animais marinhos e a exploração aos parques aquáticos, e foi um sucesso junto ao público.

Agora aos 15 anos de idade Bindi Irwin, anunciou no programa televisivo "Good Morning America", que vai se juntar a equipe do SeaWorld, o parque que mais explora e maltrata animais marinhos.

Bindi disse - "Estou muito feliz em anunciar que vou me juntar ao SeaWorld em uma nova iniciativa chamada 'Geração Natureza", que tem tudo para incentivar as crianças a se envolver com a vida selvagem e lugares selvagens ".

A adolescente disse que quer continuar o legado de promover a conservação da vida selvagem de seu pai.

A ONG PETA tem faz campanha contra a exploração e o tratamento dado aos animais marinhos pelo do parque aquático SeaWorld, especificamente as orcas. A questão explodiu nas manchetes dos jornais após o lançamento do documentário "Blackfish - Peixe Negro."

Após a grande revelação de Bindi, a PETA divulgou um comunicado criticando Irwin e sua família:

A família Irwin vem explorando animais há anos, então não é nenhuma surpresa que Bindi concordou em se tornar a mais recente figurante do SeaWorld. Mas colocar seu rosto no site da SeaWorld não vai encobrir o fato de que as orcas, golfinhos e outros animais estão sofrendo em pequenos tanques do SeaWorld depois de ter sido arrancadas de suas famílias. O que milhões de pessoas têm realizado - através de massiva campanha da PETA e o documentário "Blackfish" - é que o SeaWorld não é lugar para quem realmente se preocupa com os animais.  O Talk-show de Bindi e manter as aparências são apenas um último frágil esforço  de um parque dos horrores, na a esperança de fazer um pouco mais de dinheiro.

Fonte: Huffington Post

7 de mar de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário