3 de out de 2014

(Vídeo) Doentes, mal-cuidados e vivendo junto a baratas, e comendo carne putrefata, os sete últimos tigres que foram escravizados desde o nascimento, agora não serão mais obrigados a trabalhar.
ibama-tigres-maringa1

Durante todo o dia, o mantenedor Ary Borges e advogados do Canil Emanuel , também conhecido como ‘Santuário de Tigres de Maringá’ tentaram impedir, junto à Justiça Federal, a retirada dos animais. Eles alegaram que os tigres deveriam permanecer no local até o final do processo que tramita na Justiça a respeito da castração dos bichos.
Em nota enviada à imprensa, o Ibama explicou que cumpre orientação da Advocacia-Geral da União baseada na constatação de irregularidades como a transferência de animais sem autorização, exposição não permitida de animais com fins de visitação, precariedade e falta de segurança das instalações e reprodução da espécie sem autorização do órgão ambiental.
Dentro dos recintos dos tigres, carcaças dos animais mortos, moscas, baratas, água podre. O abate de cavalos e outros animais era praticado no local, sem nenhuma higiene ou preocupação com possíveis doenças dos animais abatidos que seriam transmitidas aos tigres. Afinal procriando indiscriminadamente os tigres que eram parentes entre si, eles eram facilmente substituídos, conforme já publicado em O Mistério dos Tigres Amamentados por Cadela de Rua no Sul do Brasil”. - além de nascerem com diversas doenças genéticas.

ibama-tigres-maringa2
No início da noite, a decisão do juiz federal Sócrates Hopka Herrerias, foi que a remoção continuasse -- podendo ser questionada, posteriormente, por meio de recursos na Justiça.
Ainda de acordo com o IBAMA, a licença de funcionamento do canil não foi renovada pela Prefeitura de Maringá e a remoção dos tigres “busca de forma prioritária, proporcionar melhores condições para o bem-estar dos animais”.

Leia também: Rawell o Leão Furtado e as Dúvidas do Caso

 
Nota do Blog: Durante muitos anos as pessoas fecharam os olhos para o cruzamento forçado entre os tigres. A endogamia cruzamento entre parentes, é a maior causa das doenças que vários dos animais do ‘'falso santuário’, foram obrigados a suportar em suas vidas.
Confira a nota do Ibama na íntegra:

NOTA EXPLICATIVA
Curitiba, 01 de outubro de 2014
O Ibama/PR realiza no dia de hoje a remoção do plantel de tigres do Mantenedor Canil Escola Emanuel em Maringá, o qual já encontrava-se embargado pelo Ibama e interditado pela Prefeitura Municipal de Maringá.

Os tigres serão destinados para Zoológicos nos estados do Paraná e Rio Grande do Sul, sendo os mesmos nomeados como fiéis depositários dos animais.
Entre as irregularidades constatadas pelo Ibama em conjunto com a Advocacia Geral da União, estavam a transferência de animais sem autorização, exposição não permitida de animais com fins de visitação, precariedade e falta de segurança das instalações e reprodução da espécie sem autorização do órgão ambiental.

Adicionalmente, informamos que a licença de funcionamento do local, emitida pela Prefeitura Municipal de Maringá, não foi renovada.
A destinação dos animais nesse momento busca de forma prioritária, proporcionar melhores condições para o bem-estar dos animais.

Superintendente do Ibama/PR
Jorge Augusto Callado Afonso

Leia também: 

maringa-tigres_thumb[1]
3-ariel_thumb[1]
rawell_leao_furtado_thumb[1]
ibama-tigres-maringa1_thumb[1]
interditado_thumb[1]
1tigresas_thumb[1]
selfie-tigres_thumb[1]
tigre cauda_thumb[1]
Rapaz bêbado pula muro Zoo da Índia e_thumb[1]
Garoto Provoca Leão e Tigre e Perde o_thumb[1]










3 de out de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário