16 de dez de 2011

Vários famosos se manifestaram no Twitter depois de assistir ao vídeo que mostra uma mulher espancando um cachorro da raça Yorkshire na frente de uma criança.

As imagens foram feitas por uma pessoa que não se identificou, mandou uma cópia para a polícia e colocou o vídeo no youtube. O caso ganhou grande repercussão nas redes sociais e internautas pedem a prisão da 'assassina', já que o animalzinho morreu após as agressões. O caso aconteceu em Goiás e está sendo investigado pela a Polícia Civil de Formosa.

justica_animais

"Vamos assinar a Petição PENA MÁXIMA DE CRIME DE MAUS TRATOS PARA A ENFERMEIRA QUE MATOU O YORKSHIRE", escreveu Gulhermina Guinle.

"Vi agora o vídeo em que a enfermeira mata o cachorro a pancadas.Como alguém filma uma coisa dessas sem interferir? E como uma mulher dessas faz isso?", disse Rafa Cortez.

"Chocada com a mulher espancando a cachorrinha... Cruel... Ainda não tinha visto... Meu Deus do céu... Tem que matar essa monstra... Surreal... Onde vamos parar com tanta maldade... Sei não", chocou-se Julia Faria.

"Estou com estômago embrulhando por ter visto aquela cena do cachorro sendo espancado. Temos que denunciar. Mas de nada adianta ficar aqui no twitter xingando e não ter nenhuma ação. Criticar é fácil, difícil é doar tempo e dinheiro", disse César Menotti.

"Absurdo a enfermeira que matou a pauladas o yorkshire em casa! Essa mulher tem que ser linchada com pedras. Fim da crueldade contra animais!Esses monstros merecem ser mortos a paulada na cadeia! Matem a desgracada, mas bem devagar, pra ela sofrer cada minuto. Estou enojada, furiosa, triste, abalada com a história da cachorrinha que morreu. Quero justica!", se revoltou Letícia  Birkheuer.

"Estou abalada demais com o caso do monstro que espancou o cachorrinho. Não assisti o vídeo pra não sofrer mais, mas vi sem querer na TV. Sem palavras. Já chorei, já fiquei revoltada, angustiada... Mas a justiça já esta sendo feita e ela vai pagar. Deus vê tudo", escreveu Juju Salimeni

 

.Fonte: Ego Globo Notícias

16 de dez de 2011
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário