5 de mar de 2015

Um rico casal de indianos designou como seu único herdeiro Chunmun, o macaco que tinha somente um mês de vida, quando ficou órfão, depois que sua mãe foi eletrocutada no fio de alta tensão.

Macaco_herdeiro

Em 2005, a advogada Shavista Brajesh viu uma macaca cair de grande altura e ela tinha um bebê agarrado a seu corpo. Esse foi o dia em que o casal decidiu adotar o bebê quando a mãe morreu, e passou a cuidar de Chunmun como seu próprio bebê.

O casal Brajesh Srivastava e sua esposa Shabista, contam que eram pobres quando adotaram o macaco, e que só depois começaram a prosperar e se tornaram ricos. Shabista,se tornou uma advogada de sucesso, e Brajesh possuem uma casa no norte da Índia, terras e várias contas bancárias e investimentos. O marido, de 48 anos, também possui várias empresas, uma rede de televisão e uma fábrica de farinha, todas com o nome do macaco.

O Sr. Srivastava é hindu e sua esposa é muçulmano, e os casamentos inter-religiosas ainda são controversos em partes da Índia, e os familiares passaram a evitá-los após seu casamento, fazendo com que se tornassem solitários até a chegada de Chunmun. O casal alega que criou o animal como a um filho, e que o macaco alegrou suas vidas.

No hinduísmo existe um grande respeito pelos animais, sobretudo pelo macaco. O animal é considerado sagrado, porque de preferência é neles que a divindade costuma se manifestar.

hanuman_statue_in_rishikesh

No simbolismo hindu, um macaco significa a mente humana, que é sempre inquieta. Hanuman é o deus-macaco do hinduísmo.

Representa muita força e coragem nas batalhas da vida.

Este macaco-mente passa a ser a única coisa sobre a qual o homem tem o controle absoluto. Não podemos controlar o mundo em torno de nós, mas nós podemos controlar e domesticar a nossa mente por disciplina ardente. Não podemos escolher a nossa vida, mas podemos escolher a maneira como reagimos a ela. Em outras palavras, nós temos o poder de mudar a nossa forma de perceber a vida. E alterando nossas percepções da vida, nós temos o poder de mudar o nosso mundo.

Eles decidiram criar uma fundação - a ‘Chunmum Trust’, para atender o animal caso venham a falecer, e declararam o macaco Chunmun como seu único herdeiro, para garantir o bem-estar do animal caso fique órfão um dia. A fundação também tem o objetivo de fornecer subsídios para manter o bem-estar dos macacos em toda a Índia.

macaco2 "As pessoas talvez digam que estamos loucos e podem inclusive rir de nós. Mas sabemos o quanto Chunmun é importante para nós", declarou à AFP , a advogada Shabista, de 45 anos.
"Quero estar certa de que, mesmo que morramos, sua vida não será afetada e continuará vivendo nas mesmas condições", "Eles são nossos filhos e é nosso dever garantir que eles serão bem cuidados, 'acrescentou.

Chunmun, de 10 anos, tem seu próprio quarto com ar-condicionado e o compartilha com sua companheira, uma macaca chamada Bitti, também adotada pelo casal.

_81098508_shabistawithchunmun O casal de macacos, , têm o costume de beber chá e suco de manga, segundo Shabista, que faz festa para  todos os anos com centenas de convidados para o aniversário de casamento de Chunmun e Bitti.

Ela alimenta Chunmun uma dieta de leite, frutas e refeições caseiras. O quarto do macaco tem um ar-condicionado para mantê-lo fresco no verão e um aquecedor para aquecê-lo no inverno.

Todos os anos, no seu 'aniversário de casamento' o casal recebe um jantar para cerca de 1.000 pessoas. Além disso, servem alimentos para outros macacos na área também.

Após a morte de Chunmun, o dinheiro da fundação poderá ser destinado à proteção dos macacos na Índia, onde frequentemente são maltratados.

5 de mar de 2015
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário