18 de jun de 2015

Ao ouvir disparos, vizinhos foram até o local ver o que estava acontecendo, mesmo baleada e sem conseguir levantar do chão, a cachorrinha abanava o rabinho por entre suas pernas. Os vizinhos então a retiraram da terra e a colocaram por sobre um colchão até a chegada do resgate.
milagros
A cachorrinha que vagava pelas ruas do bairro há algum tempo, havia dado à luz recentemente a dez filhotes, e mesmo debilitada, fraca e faminta, ela amamentava seus bebês, quando o policial disparou sua arma contra ela e seus filhotes recém-nascisdos.
 
Os vizinhos chamaram a corregedoria de polícia que levou Milagros para uma clínica veterinária. Um dos disparos atingiu um filhote que morreu e outros dois ficaram feridos. Chamada de Milagros, após sobreviver ao fuzilamento efetuado pelo homem que era um policial em Neuquén na Argentina, a cachorrinha lutou para sobreviver.
 
Além de perder um olho, Milagros teve a língua e a mandíbula dilacerados pelos disparos, depois da cirurgia para a reconstrução da mandíbula, estava sendo alimentada através de uma sonda nasogástrica. Os filhotes que sobreviveram ao fusilamento foram divididos entre três lares temporários, onde havia outras cadelas que os pudessem amamentar.
 
 
O policial de nome Maximiliano Mellado, foi detido e exonerado de suas funções. O porta-voz da corporação informou a imprensa que o orgão iria arcar com toda a cirurgia e os gastos para a recuperação da cachorrinha, e informou que em depoimento o policial contou que Milagros havia um mordido um de seus cachorros e que então ele sacou a arma e disparou contra a mãe e os filhotes.
 
Em resumo o policial durante sua folga passeava com seus cães sem o uso de coleiras. Quando os cães invadiram o matagal onde Milagros aquecia seus filhotes recém-nascidos, ela como toda mãe zelosa, se colocou em defesa de suas crias com aproximação de outros animais que poderiam lhes fazer mal, partindo para o ataque antes de ser atacada.
 
Os vizinhos ficaram alarmados com a atitude do policial, e recordaram que há alguns dias atrás, durante uma partida do River, ele saiu para o quintal e disparou para o céu. "Usa sua arma para festejar, e é arrogante. O que podemos esperar, que uma bala perdida mate um de nossos filhos?", disse uma vizinha diante da gravidade da situação.
milagros-perritaok
Após o ato condenável, o policial foi afastado do cargo e agora responderá ao processo instaurado pela polícia Neuquén.

Milagros foi baleada no último dia 10, e estava aos cuidados do veterinário Federico Lopez, que  informou que seu estado de saúde piorou e que ele não poderia salvá-la. "Ela estava lutando", disse ele com angústia que diante deste novo ato de abuso de animais. Agora, seus filhotes estão sendo cuidados por mães de leite. 
 
O veterinário expressou sua tristeza e confessou estar arrependido de ter se "atrasado". "Se tivéssemos castrados todos os animais do bairro antes, talvez ela não tivesse passado por isso".
 
Muito debilitada e altamente desnutrida, o focinho de Milagros começou a necrosar, uma situação que não poderia ser revertida, segundo o veterinário que optou por colocar Milagros no sono eterno, onde nunca mais ela será atingida pela crueldade humana.
gods_hands

18 de jun de 2015
comments powered by Disqus

Comentário(s)