10 de abr de 2011

enquete_pirata

O texto abaixo, é a narrativa fiel dos fatos que ocorreram para o desenrolar da campanha “PM CADÊ O PIRATA”, entre o sumiço e o aparecimento do cachorro. A inserção de alguns parágrafos já postados na internet e lido por muitos, faz-se necessária para refletirmos se o final dessa história para o cão Pirata é realmente um final feliz ou infeliz?
Ao final as últimas informações e fotos do Pirata em seu novo lar, com seu novo amigo (um outro cão que ainda não sei o nome).

04/04/11 – 21:43 => Nanci do Blog “Adotação”, a mesma que no mês passado teve a maravilhosa idéia de mudarmos nossas fotos nos perfis das redes sociais para a montagem “GOL CADÊ O PINPOO?”, me envia o link do blog aonde consta o “desaparecimento/expulsão do Cão Pirata do batalhão aonde vivia há 9 anos”.
Ele já tinha o carinho de toda a corporação, carinho esse que somente aumentou com ato heroico e ganhou até uma matéria especial pela Rede Bandeirantes e TV Cultura e também na Folha de São Paulo.

No link deixei o comentário, que iria auxiliar a procurar o cão, fazendo uma montagem e divulgando o caso (tanto o link original como o meu e outros comentários foram apagados).

Durante a noite e a madrugada que se seguiu, fiz o folder e iniciei a campanha PM CADÊ O PIRATA”, e enviei e-mails a toda a minha lista de contatos, na esperança que com a ampla divulgação do caso, aparecesse alguém que me dissesse “Vi o Pirata naquela rua” ou “O Pirata está aqui na minha casa”. Inclusive divulguei o telefone de dois taxi-dogs, que estavam de prontidão, para resgatar o Pirata caso alguém ligasse e informasse o endereço.

No dia seguinte com a divulgação pela ANDA, o caso do cão Pirata começou a ganhar repercussão no twitter, nos blogs e em outras redes sociais.
Mais do que repercutir, emocionou a todos, mais uma história, entre tantas e tantas histórias de lealdade dos animais. A forma como ele se tornou herói “ao latir” e assim alertar que algo estranho estava prestes a acontecer no seu lar, fez com que ele se torna-se famoso para merecer aparecer na TV. Poucos atentaram ou questionaram o fato do Pirata, ser um herói bem antes disso… A origem de seu nome não é vão, alguém ou alguma coisa tirou o olho do Pirata, mas mesmo assim ele não deixou de confiar no ser humano, agia como um herói diariamente, confiando!

A repercussão do “PM CADÊ O PIRATA”, fez com que todos conhecessem seu dia-a-dia, graças a comentários como esses;

  • Meu Deus eu conheci ele pessoalmente, é um doce!!!! Manso e carinhoso!
    Fiquei esperando uma hora para ser atendida e ele me fez companhia, essa delegada deveria ser presa!!!!!
  • Tds os dias q eu ía p faculdade ou p o shopping de lá, eu o via, ele fazia sua caminhada matinal pela rua, td fofo, ele é demais. Eu n me conformo c o q essa indivídua fez… Só sei q eu to c o coração na mão p saber dele, eu adoro esse cachorro, vou mandar por facebook para termos o mais rápido possível alguma notícia. Enqto isso, vamos orar tds, por ele, p q ele esteja bem e q em breve saibamos BOAS NOTÍCIAS dele.
  • Sempre o vejo na Rua Miragem (Vl Regente Feijó). Moro bem próximo à essa rua. Mas só agora soube da história. Se quiser posso ver o número +/- de onde ele costumar ficar. Abraços!
  • Tive a oportunidade de estar no quartel da Regente e conhecer o docil Pirata.
    É uma pena que estes desmandos ainda acontecem na nossa gloriosa Polícia Militar.

Foto:Apu Gomes/Folha Imagemcao_pirata_01

E nesse ínterim a ONG FALA BICHO, sediada no Rio de Janeiro, vem em socorro do cão Pirata (alguém saberia me dizer aonde estavam as ONGs e/ou Parlamentares Pró-Animais aqui de São Paulo nessa semana?, só por curiosidade, tá!)

Vou tomar a liberdade de replicar aqui o texto que consta no blog da ONG FALA BICHO, leiam atentamente, para entender o que ocorreu depois…..(os negritos são por minha conta)

COMANDANTE GERAL DA PM DE SP É INFORMADO SOBRE O CASO DO CÃOZINHO PIRATA

... Desde ontem, gastei muita ligação telefônica a procura do fio da meada.
Não está, está em reunião, não veio trabalhar foi o que mais ouvi de ontem a noite até 11 hs. do dia de hoje. Sem saída, fui para o Grande Chefe, pois, se há incompetência em lidar com as situações, o Chefe Maior precisa resolver e apurar.

Se não houvesse nada a temer, porque o pessoal do quartel não daria informações do tipo: "não, o cão está bem, com fulano de tal/não, ele foi fazer exames/ não, alguém se apaixonou por ele e o adotou... etc etc etc.... mil razões, certo?
Mas, não há um pânico geral quando se toca no assunto e parece que o Sarg. Alves que levou o cão, foi até transferido. Consegui saber para onde foi e que adiantou? não pode atender, não veio trabalhar, saiu para rua, sei lá quantas desculpas ouvi.

Bem, o Chefe de Gabinete do Comte. Geral da PM de Sampa, Ten. Cel. Almir, entrou no circuito e até amanhã vai responder nosso e-mail. Estou confiante, pois, me pareceu bem sensível ao tema. Queremos só a verdade e pegar o Pirata, se for o caso. Não podemos imaginar ele ter sido abandonado em alguma rua longe do quartel.... só de pensar me dá câimbras no estomago!!!!!
Vejam o e-mail que ele nos solicitou e vamos ver o que será apurado.

To: gabcomtg@policiamilitar.sp.gov.br Sent: Thursday, April 07, 2011 12:03 PM Subject: INFORMAÇÕES URGENTES DE ONDE ESTÁ O CÃO PIRATA
Prezado Ten. Cel. Almir Sub-chefe do Gabinete do Comte. Geral da PM de São Paulo Cel. Álvaro Batista Camilo
De acordo com o combinado pelo telefone, …Acontece que soubemos que a atual Comandante daquela Unidade, Capitã Denise, teria ordenado o "sumiço" dele bem como de um viveiro que recebia aves maltratadas na região..…Profundamente agradecida, meu Coronel, por sua gentileza em nos atender. Fique certo que centenas de pessoas aguardam seu breve pronunciamento sobre onde está o cão Pirata. Sheila Moura Presidente-fundadora da Sociedade Educacional "Fala Bicho"

Comoção e preocupação com o paradeiro com o Pirata, e revolta pela denúncia dele ter sido “expulso” pela nova comandante, a qual passei a conhecer pelos seguintes comentários recebidos; 

  • Fiquei sabendo através de um membro da corporação, que todo lugar que essa mulher passa sempre arranja confusões, e que ela já tentou comandar o posto onde morava o cãozinho pirata outras vezes, e agora como vingança esta mostrando o seu poder.
    O pior de tudo é que ela tem proteção de alguns superiores.
    Na verdade ela tem vários problemas comportamentais e deveria ser afastada da função e passar por algum tratamento psicológico.
    Temos a esperança do Pirata voltar a sua casa junto com os verdadeiros policiais que trabalham em prol de nossa sociedade.

  • Com tanta coisa séria para resolver, foi incomodar logo um ser indefeso que não estava incomodando ninguém. Tem gente que realmente não sabe o que faz com o poder que tem nas mãos...

Depois do 1o. comentário é obvio que fiquei curiosa em conhece-lá, e o que consegui apurar é que;
DPP

Consta que era 1o. Tenente da PMESP, na relação do Exército Brasileiro para a Missão de Paz a iniciar em 12/05/2008 e término previsto para 12/05/2009.Mas voltou 4 meses, antes como Capitã no dia 23 de Janeiro de 2009.Conforme essa nota da Rede Band, as missões fortalecem uma AMBIÇÃO do governo brasileiro - a de ter um lugar permanente no conselho de segurança da ONU.

Todas as mídias que no passado noticiaram o ato heroico do Pirata, foram comunicadas do desaparecimento do cão, mas não lembro de ter visto alguma nota por parte delas.


marici_capitelliMas a jornalista Marici Capitelli, que já foi condecorada com a comenda Tribuna Animal 2008, por seu trabalho na divulgação da causa animal, foi que nos revelou o paradeiro do Pirata.

No dia 07 pelo site e no dia 08 na edição do Jornal da Tarde.
                 
Mais do que um paradeiro, Marici Capitelli, conversou com todos que pode sobre o cão Pirata, e da matéria, cito alguns parágrafos;

cao_pirata06
A comandante Denise Pereira Pinto assumiu o cargo na sexta-feira passada. No mesmo dia, o cão foi levado embora, segundo pessoas ligadas à corporação. A comunidade ficou sabendo da saída do cachorro por um ativista de proteção animal que foi ao local investigar o sumiço de Pirata.

“Gostaria de saber por que o cachorro não pode mais ficar aqui, afinal, essa é a casa dele”, questionou a atendente Rose Batista, de 34 anos, que mora perto do batalhão. A sua maior preocupação é saber o destino do animal.

Assim como outros vizinhos, ela disse que a principal característica do Pirata era a docilidade. “Um animal que nunca mexeu com ninguém e que não é agressor. Todo mundo já está acostumado a vê-lo passar”, ressaltou Simone Fonseca, de 39 anos, que está há 14 anos no bairro.
“É muita maldade fazer isso com o bichinho. Ele é muito tranquilo e só atravessava na faixa de segurança. Estou aborrecida de saber que ele foi embora”, afirmou a moradora Neide Aparecida Barbosa, de 52 anos.

O gerente de um posto de gasolina, Régis Mazon, de 42 anos, contou que todo mundo conhecia o cachorro. “Sempre muito tranquilo. Seria bem legal podermos saber o que foi feito dele.”
Um morador que preferiu não se identificar afirmou que o cachorro acompanhava os policiais quando eles andavam pelo bairro. “Se fossem tomar um café, ele ia junto; se faziam exercícios, ele os seguia. Era o companheiro.”

A reportagem apurou que o cachorro está morando no estacionamento de um supermercado no Pari, zona leste. O casalque acolheu ..está muito feliz em poder criá-lo. … O vira-lata foi levado ao estacionamento por um policial do batalhão.

Simpático, Pirata abana o rabo para todo mundo que se aproxima e fica ainda mais eufórico quando passam viaturas com as sirenes ligadas. “Vários policiais já vieram visitá-lo”, acrescentou o comerciante.
A comandante foi procurada, mas não estava no batalhão. A assessoria de imprensa da PM afirmou que está apurando o caso e irá prestar informações sobre o cachorro.

No dia 09, a Polícia Militar do Estado de São Paulo divulga a seguinte nota em seu site; Novo lar do cão Pirata.

E não posso deixar de comentar as primeiras linhas da nota, nas quais eu li nas entrelinhas escrito que há coisas “mais importantes” do que o questionamento que fizemos a PMESP, sobre o paradeiro do cão Pirata.
Em uma época em que.. pessoas insanas matando crianças indefesas dentro da sala de aula, a Polícia Militar se alegra em poder esclarecer a toda população de bem, preocupada com o “paradeiro” e o bem estar de um cãozinho...
… a nova Comandante da Companhia, Capitão PM Denise Pereira Pinto, … se preocupou em dar um lar de verdade ao cãozinho, sendo verificado primeiro com os policiais da Companhia e não havendo ninguém que pudesse levá-lo para casa e ele foi doado para uma família, amiga de um dos policiais militares, no bairro do Pari.
Pirata, … está vivendo com essa família, que o trata muito bem, pois além de ter conquistado um lar de verdade, tem o amor de duas crianças, que já afirmaram que amam e não vão devolver o cãozinho.

Tudo o que está escrito acima, muitos já leram e releram, então agora quero postar as minhas observações e sugestões sobre o caso;
1. Do início do sumiço do cão Pirata do Batalhão, até o final feliz apresentado pela nota da PMESP, há muita história que não foi escrita, nem divulgada, como que o tal comerciante que abrigou o Pirata, é na verdade um EX-PM, o que me faz lembrar de um velho ditado “MANDA QUEM PODE, OBEDECE QUEM TEM JUÍZO!”

2.Não entendo nada de hierarquia militar, mas me parece estranho que alguém a quem a PMESP, fez tanta questão de destacar na nota como voluntária em uma missão, com tantos aparentes “méritos” e “bagagem”, acabou indo parar em um distrito policial de bairro. (todo distrito policial tem um batalhão também, reconhecimento estranho esse da PM - não acham que ela merecia cargo melhor, quem sabe no planalto central).

3. Conforme matéria da Folha de São Paulo de 10/10/2008, “Segundo a PM, o cachorro vive na companhia há algum tempo e recebe tratamento e atenção dos policiais.”

4.Conforme a matéria do JT: - Pirata fica eufórico quando passam viaturas com as sirenes ligadas – “Vários policiais já vieram visitá-lo” . (Entendi errado ou aqui está escrito que o Pirata sente falta do batalhão aonde morava e os Policias foram visitá-lo porque também sentem a sua falta?).

5. Na nota da PMESP consta que a Capitã se preocupou em dar um lar de verdade ao cãozinho, sendo verificado primeiro com os policiais da Companhia e não havendo ninguém que pudesse leva-lo para casa... ( Que óbvio, em 9 anos de convivência e troca-troca de PMs e de comandantes, se alguém pudesse levá-lo já o teria feito, não acham?)

6. Leiam esse comentário de  05/04/11 21:30 Anônimo disse... Para aquelas pessoas desinformadas e mal intencionadas, o cachorro não foi abandonado a própria sorte, e sim doado a um comerciante da redondeza que o queria muito. Procurem se informar primeiro para depois não saírem falando besteiras, e sendo levianos com pessoas sérias como a Capitão Denise. tenham mais respeito. (Redondeza? Quem conhece São Paulo sabe que da Av. Regente Feijó no Tatuapé, para a Carlos de Campos no Pari, não tem nada de redondeza, só maratonista para ir a pé.)

7.Na nota da PMESP, consta que duas crianças (só vi uma na foto), dizem que amam e não vão devolver (Será que li errado novamente, crianças que amam em 7 dias, que comovente, eles votam, trabalham, podem garantir as despesas de um animal? - pelo tamanho da criança da foto ela nem pode levar o Pirata a passear na rua, pois pelo que apurei por ser um estacionamento de supermercado com grande movimento de veículos, Pirata e o outro cão que não apareceu nem na foto e nem na nota da PMESP, ficam presos em uma corrente curta para sua própria segurança. E também pelo que apurei Pirata não faz suas necessidades preso a corrente, tem que ser levado a rua, quantas vezes ele necessitar).

8. E as aves, sim aves que foram apreendidas e que viviam em um viveiro lá no batalhão, e como nem sempre o CETAS, aceita ou tem lugar para receber esses animais, eles tem que ficar onde foram apreendidos.(a nota da PMESP dizia algo…e eu não vi)

9.Ao redator da nota da PMESP, só tenho a dizer que não sei o que é mais triste, se é a mídia mostrar os loucos que matam, roubam, sequestram crianças, adultos e idosos, e ver que as autoridades apesar de todos os inúmeros estudos científicos existentes não se darem conta de que essa insanidade e crueldade é primeiro dirigida aos animais. Enquanto que as pessoas que chutam cães de rua, e ateiam fogo em gatos de cemitério não forem devidamente punidas, elas seguiram em frente para chutar, atirar e queimar as pessoas em volta delas.

Mas para quem não tem acesso aos estudos científicos deixo aqui, um vídeo de alguns casos aonde é possível ver a relação da crueldade com os animais evoluir para a crueldade com crianças, mulheres e adultos.

www. youtube.com/watch?v=cg-J_j8ZS30

Enfim, depois das minhas observações, cabe ressaltar que no estado de São Paulo, a uma lei sobre o Cão Comunitário (LEI Nº 12.916, DE 16 DE ABRIL DE 2008).
Artigo 4° - O recolhimento de animais observará procedimentos protetivos de manejo, de transporte e de averiguação da existência de proprietário, de responsável ou de cuidador em sua comunidade. § 1° - O animal reconhecido como comunitário será recolhido para fins de esterilização, registro e devolução à comunidade de origem, após identificação e assinatura de termo de compromisso de seu cuidador principal. § 2° - Para efeitos desta lei considera-se “cão comunitário” aquele que estabelece com a comunidade em que vive laços de dependência e de manutenção, embora não possua responsável único e definido.

Como também há os CONSEGs – Conselhos Comunitários de Segurança, que são grupos de pessoas do mesmo bairro ou município que se reúnem para discutir e analisar, planejar e acompanhar a solução de seus problemas comunitários de segurança, desenvolver campanhas educativas e estreitar laços de entendimento e cooperação entre as várias lideranças locais.

Cada Conselho é uma entidade de apoio à Polícia Estadual nas relações comunitárias, e se vinculam, por adesão, às diretrizes emanadas da Secretaria de Segurança Pública, por intermédio do Coordenador Estadual dos Conselhos Comunitários de Segurança.As reuniões ordinárias de cada Conselho são mensais, realizadas normalmente no período noturno.

Todos aqueles que tiveram a paciência de ler até aqui, já devem ter deduzido que conforme todos os relatos acima expostos por várias pessoas ligadas ao cão Pirata, perceberam que por melhor que fosse as intenções de quem quer que seja, o cão Pirata por ser um cão comunitário não poderia ter sido removido de seu endereço sem o consentimento da comunidade.

E nem tampouco doado para quem quer se seja, sem estar em consonância com a LEI Nº 14.483, DE 16 DE JULHO DE 2007, ou somente aos protetores de São Paulo é imposto, castrar, vacinar, documentar, e providenciar RGA dos animais doados, enquanto que o resto da população civil e/ou militar ignora a legislação?

Pelos fatos expostos, minha sugestão a comunidade das imediações do 34o. Batalhão a Rua Regente Feijó N. Tatuapé, é que estejam presentes a próxima reunião do CONSEG, e exijam a volta do cão comunitário pirata a seu lar, ou em conformidade com a legislação que ele seja encaminhado ao CCZ/SP, caso nenhuma ONG  possa abrigá-lo, onde ele poderá ser adotado dentro dos ditames da lei.

Aproveito para deixar aqui uma reportagem recente da TV Cultura sobre o Projeto do Cão Comunitário na cidade de Jacareí, que aqui ao lado da Capital do Grandioso Estado de São Paulo, mas que quando o assunto é animal de rua o grandioso dá vergonha, né CCZ!

E não deixem de prestar atenção no que diz a veterinária do munícipio; Que quando um cão delimita o seu território (em outras palavras vive naquele quarteirão há dois anos, é muito difícil , muito traumático para ele ser tirado de lá, caso do Pirata, né gente!)

www.youtube.com/watch?v=YnFp9Gm3Q9Q

Espero que tenham me entendido, porque eu não sou boa em desenhar!
          cao_pirata05        cao_pirata_03
cao_pirata04
          cao_pirata_02            cao_pirata_01

10 de abr de 2011
comments powered by Disqus

Comentário(s)

10 comentários:

  1. MUITO BEM MARLI...

    QUE CCZ QUE NADA!! O PIRATA TEM SUA MORADA NAQUELE BATALHÃO E É PARA LÁ QUE DEVERÁ RETORNAR E COM TODAS AS HONRAS DE UM CÃO COMUNITÁRIO.
    DOA A QUEM DOER E SE DOER MUITO NA DITA TENENTE QUE "OS INCOMODADOS(AS) QUE SE MUDEM" QUE ELA TROQUE DE BATALHÃO.
    E QUE O DOCE PIRATA VOLTE AO SEU LAR, ONDE CRIOU RAÍZES CANINAS E CONQUISTOU AMIGOS.
    JÁ ESTÁ MAIS QUE NA HORA DE SE FAZER RESPEITAR AS LEIS E O ESPAÇO DOS ANIMAIS EM NOSSA SOCIEDADE.
    OS SERES NÃO HUMANOS TEM TANTO DIREITO DE HABITAREM ENTRE NÓS COMO QQ SER HUMANO.
    CADÊ O CÃO PIRATA??? QUEREMOS QUE ELE RETORNE AOS SEU LAR!

    RITA DE LUCAS LEMOS

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Bem, vou postar aqui o que postei para vários sites e blogs ontem, ok?

    Antes de Ontem (08/04) a PMESP enviou aos seus seguidores pelo Twitter, a seguinte nota de esclarecimento:

    "Esclarecimento sobre o cão Pirata".

    'Novo lar para o herói' → http://migre.me/4d6A9

    (Para ser sincera, me pairou dúvidas no último parágrafo deste esclarecimento).

    E ontem pela manhã, foi enviado também através do Twitter da @PMESP, a foto com a nova família e o novo lar do Pirata. Segue o link abaixo:

    http://twitpic.com/4iqcfn

    E eu sou a pessoa acima que o via de vez em qdo na Rua Miragem.. antes do Pirata ser expulso pela Cmd. Denise.

    Meu Twitter → https://twitter.com/JessLorrane
    Abraços e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  4. Sinto que vc. não tenha citado as postagens das pessoas que LIGARAM ali pedindo esclarecimentos, uma vez que no msmo dia que vi a notícia no Face, liguei!!! E postei no seu blog, no da Sheila e em vários locais do FACE o que conversei/apurei com o Sgt Gaspar. E os comentários posteriores pedindo que ongs ou políticos, protetores independentes fossem analisar onde ele está e em que condições. No mais, gostaria que um movimento fosse feito prá retirar esse cão e o outro agora desse homem! Animais não foram feitos pra ficarem trancafiados num canil o dia todo, ainda mais o PIRATA! Quanto à Comandante, alguém que já foi até Kosovo e o raio que a parta, terá algum sentimento no coração? Militar? Que enfrenta linha de frente? ELA MOSTROU QUE É FRIA, INSENSÍVEL E MALIGNA! se tivesse bondade e respeito no coração, jamais teria expulsado o cão que morava há NOVE anos ali no local. É isso!

    MONICA FARIA

    ResponderExcluir
  5. Eu rezo para que no final o Pirata possa viver onde se sinta melhor. E, na minha opinião, pelo que conheço de cães, é no Batalhão!

    Por melhor que seja o dono (vamos lembrar que água e comida são obrigações, nada demais, e canil e corrente não faz cachorro feliz),ele viveu 9 anos no mesmo lugar! Que maldade tirá-lo de lá, gente.

    ResponderExcluir
  6. Oi Marli

    Falou e disse! É isso mesmo, sem tirar nem pôr. Também estou com essa história atravessada na garganta. E ótimo que você tocou no assunto das aves que também foram despejadas do batalhão. E delas, alguém sabe dizer o que foi feito?

    ResponderExcluir
  7. Completamente triste essa história, coitadinho viver aprisionado agora e a forma com que tratam esse assunto como se fosse insignificante..ah quando o homem vai tomar jeito??
    Tb queria saber das aves, para onde foram?

    ResponderExcluir
  8. Eu moro longe, em Brasília, mas acompanho de perto o caso do Pirata, e gostaria muito,mas muito mesmo, de ser melhor esclarecida sobre o paradeiro real do Pirata. Que história é essa de família, e de um estacionamento de supermercado? E que final mais triste para um cão-herói, ficar preso durante o dia, e solto à noite, para guardar o local? É esse senhor gordinho, que aparece nas fotos, o ex-PM que cuida dele? Está meio fora de forma...
    Não sei porquê, mas as coisas não estão batendo, para mim...
    Gy Emygdio da Silva
    Brasília, DF

    ResponderExcluir
  9. Irresponsabilidade e falta de respeito para com a população, E COM ESTE POBRE HERÓI NEM SE FALA.
    É essa a condecoração que ele recebe por seu ato heróico? Despachado embora por que uma louca assim quis.

    Espero o mínimo de seriedade e vontade com a verdade na próxima notícia que tivermos deste grande cão.

    ResponderExcluir