19 de jul de 2012

A polícia resgatou 757 animais em Expoet, um criadouro de furões, que os comercializava, para fins de pesquisas cientificas na Suécia.
Os furões estavam presos em pequenas jaulas, e pelo estado dos animais e do local, por um longo período, ninguém estava cuidando deles, de acordo com o site Djurens Rätt.
A unidade, localizada em Falkenberg, que criava furões para serem utilizados como cobaias, passou a vendê-los também como animais de estimação domésticos, por causa da pouca lucratividade, afirma Halland News.
cruelty_cage_ferret
Foto ilustrativa (Reprodução/Internet)
Em inspeção feita na última primavera, constatou-se que 500 animais encontravam se em gaiolas muito pequenas. Uma inspeção feita recentemente mostrou que a situação dos animais havia piorado. Os furões haviam se multiplicado de forma incontrolável, vários animais foram mortos, enquanto outros apresentaram sintomas de estresse e sinais de distúrbio mental. Todos os animais estavam sem água. Durante a visita, o Conselho Regional de Administração de Halland concluiu que as deficiências eram tão graves que todos os animais deveriam receber cuidados.
Os 757 furões foram levados sob custódia, sendo que a maioria está correndo risco de morte por estarem muito doentes ou feridos. Segundo Halland News, o proprietário do estabelecimento disse que vai encerrar a exploração por falta de recursos.
O homem será investigado por crime de crueldade contra os animais.
Fonte : ANDA




19 de jul de 2012
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário