27 de jan de 2014

A presidenta da PETA, ONG que luta contra tortura de animais, ficou furiosa quando foi informada que Dilma Rousseff circulava em Lisboa vestida com uma casaco de pele.

Ingrid Newkirk deve enviar, ainda essa semana, uma carta de protesto ao Palácio do Planalto e à embaixada do Brasil em Washington (D.C.) (Fonte: Freddy de Freitas)

DILMA ROUSSEF É FLAGRADA USANDO CASACO DE PELE

Um close do casaco de peles (o qual nossos amigos portugueses que denunciaram o fato – sabem distinguir do sintético).

dilma-lisboa

 

Dilma para viagem para comer bacalhau

Oficialmente, a 'presidenta' e uma das maiores comitivas já registradas na história da Presidência da República — foram necessários dois aviões da Força Aérea Brasileira para transportar a imensa trupe palaciana — deixariam a Suíça, onde estavam para o 'World Economic Forum' de Davos, e seguiriam direto pra Cuba, onde participam da inauguração do suntuoso Porto de Mariel, excrescência da ditadura comunista de Fidel Castro financiada por R$ 1,6 bilhão dos cofres públicos do Brasil. Em absoluto sigilo, a comitiva fez uma 'paradinha' em Lisboa, ocupando 45 suítes dos dois hotéis mais caros da capital portuguesa, onde apenas as diárias consumiram R$ 71 mil, de acordo com levantamento feito por O Estado de S. Paulo. Foi o correspondente europeu do jornal paulista, Jamil Chade, quem descobriu e revelou o 'paradeiro' e a 'farra' da 'Esquerda Caviar' tupiniquim. [Fonte: http://goo.gl/NoEznN] Uma vez denunciados, os asseclas do governo petista caíram na armadilha de mentir desavergonhadamente. Em nota oficial, o Palácio do Planalto informou que a 'presidenta' estava a dormir em berço esplêndido na caríssima suíte presidencial do Four Seasons Hotel Ritz Lisbon — cuja diária é de R$ 26,2 mil — e que a parada fora necessária porque os aviões da FAB não possuem autonomia para voar da Suíça a Cuba (Portugal). No entanto, no exato momento em que a nota oficial era divulgada em Brasília, um paparazzi do jornal português Expresso flagrava a 'rainha' do 'Brazil' deixando o elegante restaurante Eleven, à margem do Rio Tejo e o mais caro do país. A matéria ganhou destaque por desmentir publicamente as informações institucionais brasileiras. [Confira aqui a publicação portuguesa: http://goo.gl/oELrHg] (Fonte: http://casadacogra.blogspot.com.br/2014/01/a-bacalhoada-e-o-nosso-dinheiro.html)

27 de jan de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário