27 de mai de 2014

(Vídeo) Nem o encantador de cães conseguiu salvar Scrappy, o cão de 8 meses de idade,  mix de Labrador com chow-chow,  que foi confrontado por “Tara, a Gata Heroína que Adotou a Família em 2008”, por atacar o menino Jeremy de 4 anos.

O Sargento Joe Grubs recebeu um telefonema dos produtores do programa televisivo “Encantador de Cães” de Cesar Milan, que eles queriam conhecer o cão, mas a ordem era de que o animal não seria entregue a ninguém…

Slide2

As diversas petições e as chamadas que congestionaram os telefones no Animal Care Center Bakersfield, de nada adiantaram… (Andei vendo outras notícias da cidade, e pelo visto eles tem esse hábito frequente de sacrificar qualquer cão que morda alguém)

No início , a mãe do menino atacado, Erica Triantafilo, disse ao programaToday.com que ela pensou que Scrappy "poderia possivelmente ser reabilitado pela família", mas que era "um processo longo e difícil para o dono conseguir obter o cão de volta, já que agora ele estava sob a custódia das autoridades."

O cão, uma mistura de Labrador com chow-chow, de 8 meses de idade, recebeu o apoio de diversas pessoas, de vários países, que diziam que ele não deve ser eutanasiado.

"Tivemos chamadas de Nova York, tivemos ligações de todo o país", disse Julie Johnson, diretora executivo da Bakersfield Animais centro de atendimento.

"Fico preocupado que nós estamos atendendo a tantas chamadas para este cão", disse Johnson. "Eu tenho 200 outros cães que precisam de uma casa, que não mordeu ninguém e que podem ser grandes animais de estimação para uma família."

De acordo com Johnson, nos dez dias que o cão permaneceu em observação, ele tentava morder as pessoas que colocavam água e comida em seu canil.

Várias petições online foram iniciados em apoio ao cão, mas Johnson disse que as mãos da cidade estão atadas.  A cidade poderá ser responsabilizada se fossem liberar o cão e então ele morder mais alguém, disse Johnson.

Entretanto especialista em comportamento de animais Warren Eckstein, apresentador de rádio de "Warren Eckstein eo Pet Show", disse que tem reservas se o cão foi corretamente avaliado para ver se ele poderia ser reabilitado.

"Eu teria me sentido muito mais confortável  se apenas outras pessoas profissionais fossem capazes de entrar e avaliar o cão e tomar essa decisão", disse Eckstein.

O radialista disse que mais do que treinar seus cães, os proprietários precisam fazer com que seus cães conheçam e sociabilizem com o ambiente, as pessoas, a vizinhança.

"Acidentes acontecem, e as pessoas precisam assumir mais responsabilidade por seus animais de estimação", disse Eckstein.

"Precisamos colocar nossa energia em salvar outros animais que serão sacrificados porque não há espaço suficiente no abrigo, e não sobre um cão que atacou uma criança", disse Johnson.

Scrappy foi colocado para dormir no sábado, dia 24/05/14.

Descanse em paz, Scrappy, longe da “irracionalidade humana”.

 

27 de mai de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário