6 de ago de 2015

A imagem comovente de um filhote de canguru órfão chamado Doodlebug que afaga um urso de pelúcia tem sensibilizado internautas pelo mundo.

Foto de Canguru órfão abraçando ursinho de pelúcia

Foi Tim Beshara, quem twittou a foto com a seguinte explicação;

"Minha mãe (uma cuidadora de animais selvagens) me enviou isso", diz o tweet, em tradução livre. "Mostra o valor de um bom abraço, especialmente para um canguruzinho órfão."

Beshara, disse sua mãe mais tarde o corrigiu sobre a espécie do animal. O rapaz pensou se tratar de wallaby, devido a ser tão pequeno, mas era na verdade era um filhote de canguru.

Depois que a imagem foi compartilhada nas redes sociais, sites e blogs em todo o mundo, Tim Beshara disse ao Daily Mail da Austrália, que ele ficou surpreso com a popularidade alcançada.

"Achei que seria compartilhado só na Austrália, mas eu fiquei chocado ao ver a imagem chegar tão longe como o Brasil e a Rússia. Até os programas matinais americanos estão mostrando a foto na TV.

Beshara, disse que Gillian, sua mãe começou a cuidar do canguru Doodlebug, desde que ele era um recém-nascido.

"Ele pode ter caído para fora da bolsa de sua mãe, ou sua mãe pode ter morrido".

Gillian descobriu que os animais órfãos respondem muito bem aos ursinhos de pelúcia que ela pendurou em torno de seu rancho na cidade de Launceston, na Tasmânia.

"Eles parecem responder aos brinquedos da mesma forma que uma criança. Eles tratam os brinquedos como um companheiro. "

Quando chegou o filhote estava com a saúde debilitada, mas com os cuidados que recebeu, o filhote de canguru conseguiu se recuperar e agora está em transição, vivendo entre o santuário e o meio selvagem conforme sua vontade;

Doodlebug vive agora na floresta em torno do rancho, e ocasionamente voltar para se alimentar ou só para fazer carinho no ursinho, conforme demonstram as imagem."

"Aparentemente, um ursinho pindurado por uma corda é boa companhia para um canguruzinho órfão. Quem diria."

Ele pode até ser órfão, mas agora ele tem a companhia de um amigo.

6 de ago de 2015
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário