14 de mai de 2013

Conselho Tutelar irá notificar pais por incentivar agressão a filhote de cão em Porto Alegre

Após vizinhos testemunharem uma mulher agredindo um cachorro em sua própria casa no Bairro Protásio Alves, na Zona Norte de Porto Alegre, o Conselho Tutelar irá notificar os pais por incentivar a violência aos seus filhos. O caso veio à tona no domingo, quando um vizinho da agressora filmou uma mulher agredindo um filhote da raça Poodle e estimulando o filho a fazer o mesmo, com socos e pontapés, na sacada de um condomínio. Em um momento do vídeo, a mulher, com uma criança no colo, diz para seu outro filho que todos os bichos de rua devem ser castigados. Os vizinhos registraram ocorrência na delegacia.

monstramae

Segundo o Conselho Tutelar de Porto Alegre, a família já havia sido acompanhada em 2005, quando a mulher foi acusada de negligência.

Agora, o órgão irá notificar os pais e entregar uma representação ao Ministério Público para apurar as condições físicas e psicológicas que os dois filhos do casal enfrentam. A conselheira tutelar Márcia Amâncio conta que os pais podem perder a guarda das crianças caso não consigam comprovar que estão em condições de criar os filhos.

O vizinho que registrou a ocorrência na delegacia contou que as agressões eram constantes não somente no cachorro, mas também nos próprios filhos do casal. Segundo a secretária municipal dos direitos dos animais, sua primeira reação ao tomar conhecimento do fato foi de indignação. Regina Becker ressalta que a mãe irá receber um auto de infração e, com isso, os dois filhos deverão ficar sob tutela de um parente ou serão encaminhados para um abrigo da prefeitura da Capital.

Depois de passar o dia em uma clínica veterinária, o filhote foi adotado pelo subsíndico do prédio e passa bem. Segundo os vizinhos da família, os quatro foram vistos saindo do condomínio na tarde deste domingo, com bolsas e malas. A Polícia Civil está investigando o caso. Um grupo ligado à defesa dos direitos dos animais está organizando um protesto através das redes sociais em função das agressões cometidas pela mulher. A manifestação será no próximo domingo, às 3h da tarde, em frente ao Condomínio da família, localizado na Rua Ney da Gama Ahrends, número 295, na Zona Norte da Capital.

Fonte: Band

demonia

O marido da mulher que é investigada pela polícia do Rio Grande do Sul por maus-tratos contra os filhos e animais, após a divulgação de um vídeo na internet, disse, nesta terça-feira, que tem recebido ameaças após as imagens que mostram um cachorro sendo agredido terem tido repercussão nacional.

“São ameaças pelo celular e pela internet. Ontem, recebi uma ligação de São Paulo, de uma pesquisadora, dizendo que eu deveria me mudar de planeta, porque tinham colocado detetives para me perseguir”, afirmou o marido, que só aceitou conversar mediante anonimato.

Ele nega que seus filhos tenham sido agredidos em algum momento, e justifica o ato da mulher a uma crise nervosa ocorrida no dia em que o vídeo foi gravado. “Ela ganhou o cachorro de presente no dia das mães”, disse, explicando que o animal ficou três dias com a  família, “o menino tratava bem, chamava de fofinho, e ela tem ainda um neném de dois meses, o menino ainda usa fraldas, e a chegada do cachorro foi como se houvesse mais uma criança, ela ficou sobrecarregada como dona de casa e teve aquela crise”, justifica.

Fonte: Terra

14 de mai de 2013
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário