20 de nov de 2013

 

A Consternação pela morte do animal mais antigo do mundo, um molusco de 507 anos, apelidado de Ming, ganhou manchetes infelizes pelo mundo sobre os pesquisadores marinhos.

Ming era um bivalve islandês cujo nome científico é Arctica islandica. Ele foi descoberto em 2006.

Ming deixou esse mundo após 507 anos, quando pesquisadores o mataram para estudar detalhadamente a espécie e precisar sua idade até então misteriosa.

artica-islandica

A notícia da morte do molusco, observado pela primeira vez em 2007 , assumiu vida própria esta semana depois que os pesquisadores liderados por James Scourse, de Bangor University do Reino Unido, que anunciou a estimativa em 507 anos de idade.

Ao contrário do noticiário, os pesquisadores dizem que eles não mataram o molusco idoso com a finalidade aparetemente irônica de descobrir sua idade.

"Este animal em particular foi um dos cerca de 200 que foram recolhidos vivos a partir de plataforma na Islândia em 2006", explica o climatologista Paul Butler da mesma universidade do Reino Unido, que, juntamente com Scourse, desenterrou o molusco como parte de um projeto de pesquisa para investigar as mudanças climáticas ao longo dos últimos milhares de anos.

Todos os 200 moluscos foram mortos quando foram congelados para levá-los para a universidade. Eles só descobriram quantos anos Ming tinha, quando eles estavam de volta ao laboratório e olharam atentamente para sua concha com a ajuda de um microscópio.

Os pesquisadores determinaram a idade de Ming por contagem do número de anéis em sua concha. Neste tipo de molusco, cresce um novo anel a cada ano.

Scourse, geólogo marinho, diz que a nova idade foi verificada em relação a datação com ajuda do carbono-14, os cientistas calcularam com maior precisão a idade de Ming. A margem de erro, agora, é de dois anos para mais ou para menos

Como Madelyn Mette , um Ph.D. estudante na Universidade Estadual de Iowa, em Ames, que também estuda estes moluscos, explica: "Uma vez que eles atingem uma certa idade, eles não ficam muito maior por ano ... Se você tem um grande molusco, nem sempre é possível dizer se é 100 anos ou 300 anos de idade, porque não há muito pouca diferença de tamanho. "

A confusão para precisar a idade aconteceu porque para calcular os anos de vida, os anéis em sua concha precisam ser contados. Como o molusco tinha uma idade muito avançada, alguns anéis estavam comprimidos. A única explicação para a grande longevidade parece estar no metabolismo, com baixo consumo de oxigênio. É como se o molusco vivesse em câmera lenta.

Fonte: National Geografic

20 de nov de 2013
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário