1 de out de 2014

(Vídeo) A história do pato ‘Lung Lung’, é um exemplo de quão útil a impressão 3-D, pode ser para os animais e seus cuidadores , escreveu o website 3Dprint; "Todos os anos há milhares de aves que são feridas por veículos, por linhas nos varais de roupas, por caçadores ou até por outros animais. Muitas vezes eles estão tão feridos ao ponto que eles não podem mais sobreviver em estado selvagem, e seus cuidadores são deixados sem escolha a não ser colocar o animal para dormir ... E perceber que a impressão 3-D pode realmente ser usado para algumas grandes causas, nos deixa muito orgulhosos ".

pato-cinta-protese

Para tentar ajudar os animais, veterinários da Universidade Nacional de Taiwan estão utilizando impressoras 3D para criar próteses e devolver a mobilidade destas aves.

"O desenvolvimento da cinta-prótese levou cerca de dois meses e custou mais de 3.300 dólares", escreveu o Apple Daily. "Os grupos de bem-estar animal dizem esperar que a tecnologia se torne mais popular e que seu custo se torne mais razoável, permitindo que mais animais sejam beneficiados."

Há alguns meses atrás, o pato batizado de ‘Lung Lung’,  foi atacado por um cachorro e sua perna e seu pé esquerdos ficaram gravemente feridos, deixando-o incapaz de andar.

Mas os veterinários do Hospital Nacional de Animais da Universidade de Taiwan se recusou a desistir do pobre pássaro. De acordo com 3Ders.org, os médicos voltaram-se para um site local; um grupo de design e tecnologia baseada em Taipei, que concordou dar uma mãozinha ao paciente de penas.

O grupo logo começou a trabalhar em uma prótese com cinta impressa em 3-D personalizada para o pato . A equipe da 3Ders.org, juntamente com os veterinários estudaram o ferimento, calcularam o diâmetro do osso de ‘Lung Lung’ e fizeram uma prótese para ajudar o pato a voltar a andar - um processo que teve que se repetir em várias tentativas - antes de finalmente a prótese ser impressa (mostrado no vídeo abaixo), completa com um pouco de "sapato" que ‘Lung Lung’ usaria em seu pé machucado.

Quando a cinta terminou de ser impressa, e finalmente foi colocada no pato, houve uma profunda transformação no animal. Inicialmente ele lutou se equilibrar com o seu novo pé, mas o pato estava andando confortavelmente em a 15 minutos.

(Assista a criação da prótese e a colocação dela no pato, no vídeo abaixo.) De acordo com Taiwan Apple Daily, os voluntários do resgate de animais e defensores do bem-estar animal no país têm comemorado a criação da cinta-prótese e a recuperação do pato, como uma grande vitória para a tecnologia 3-D, e de seu potencial para ajudar os animais com deficiência. No entanto, eles notaram que todo o potencial da tecnologia ainda tem que ser alcançado, como a modelagem 3-D e a impressão continua a ser demorada e com um alto custo.

 

1 de out de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário