9 de dez de 2014

Os relatores do Novo Código Penal ignoraram totalmente o clamor da sociedade como o Senador Pedro Taques (PDT), que baixou as penas para Maus Tratos aos Animais e as Rinhas de Animais e descriminalizou a Omissão de Socorro, Transporte Inadequado e o Abandono de Animais. Enquanto que o Senador Vital do Rego – PMDB aliado ao PT reduziu ainda mais essas penas.

senador_crimes_animais

De acordo com a Lei 9605/98, artigo 32, hoje a pena para maus tratos a animais é de 3 meses a 1 ano de detenção, e por conta da Lei 9099/98, crimes com punição de até dois anos são considerados de baixo potencial ofensivo, e o criminoso é beneficiado com a suspensão condicional do processo e a pena é convertida em pagamento de cestas básicas, ou serviços à comunidade.

Estudos científicos concluem que uma pessoa que maltrata animais é CINCO vezes mais propensa a cometer crimes contra humanos.

Proteger animais não é apenas uma questão humanitária, mas de SEGURANÇA PÚBLICA!

Se o casal Nathália Pontes e Guilherme Longo (respectivamente mãe e padrasto do menino, de 3 anos), pudessem ter sido presos depois de abandonar a cachorrinha – o menino Joaquim Ponte Marques, poderia estar vivo!

 

Estudo aponta que a Zoofilia é um indicativo para a Pedofilia e para outros Crimes Sexuais.

Os autores de violência sexual contra animais (zoofilia) e contra crianças (pedofilia) não são punidos por tal crime, já que a lei brasileira não traz um tipo penal específico para os casos. Assim como as crianças, os animais não são capazes de consentir emocionalmente com o abuso sexual.

Reduzir as penas de maus tratos aos animais, é reduzir a proteção aos indefesos como as crianças, aos que não podem falar; como o caso que a investigação de uma denúncia de zoofilia levou a polícia a prender o avô que estuprava a neta de três anos.

Os mais de 268 mil brasileiros que assinaram a petição - que pedia que as penas fossem aumentadas foram ignorados e os documentos enviados pelo ‘Movimento Crueldade Nunca Mais’.

A justiça dos homens pode ser cega, mas se você enxerga os direitos dos animais, precisa ajuda-los neste momento crucial.

Escreva para os senadores, eles foram eleitos com o seu voto, e devem trabalhar em prol dos anseios da população.

Abaixo a relação de e-mail dos senadores. Escreva pedindo o aumento das penas para os crimes contra os animais.

Baixar penas para reduzir prisões e punições - NÃO EVITA A CRIMINALIDADE! SÓ A PROPAGA.

vital.rego@senador.leg.br ;
anibal.diniz@senador.leg.br ;
gab.josepimentel@senado.leg.br;
gleisi@senadora.leg.br ;
pedrotaques@senador.leg.br ;
antoniocarlosvaladares@senador.leg.br ;
inacioarruda@senador.leg.br ;
crivella@senador.leg.br ;
randolfe.rodrigues@senador.leg.br; eduardo.suplicy@senador.leg.br;
angela.portela@senadora.leg.br;
lidice.mata@senadora.leg.br ;
martasuplicy@senadora.leg.br;
acir@senador.leg.br ; pinheiro@senador.leg.br;
rollemberg@senador.leg.br ;
humberto.costa@senador.leg.br ;
paulopaim@senador.leg.br;
ana.rita@senadora.leg.br ;
eduardo.braga@senador.leg.br;
simon@senador.leg.br;
ricardoferraco@senador.leg.br;
ciro.nogueira@senador.leg.br;
roberto.requiao@senador.leg.br;
luizhenrique@senador.leg.br;
eunicio.oliveira@senador.leg.br;
francisco.dornelles@senador.leg.br;
sergiopetecao@senador.leg.br;
valdir.raupp@senador.leg.br;
benedito.lira@senador.leg.br;
waldemir.moka@senador.leg.br;
katia.abreu@senadora.leg.br;
romero.juca@senador.leg.br;
lobaofilho@senador.leg.br;
aecio.neves@senador.leg.br;
cassio@senador.leg.br;
alvarodias@senador.leg.br;
jose.agripino@senador.leg.br;
lucia.vania@senadora.leg.br;
flexaribeiro@senador.leg.br;
cicero.lucena@senador.leg.br;
paulobauer@senador.leg.br;
aloysionunes.ferreira@senador.leg.br;
cyro.miranda@senador.leg.br;
armando.monteiro@senador.leg.br;
mozarildo@senador.leg.br;
magnomalta@senador.leg.br;
vicentinho.alves@senador.leg.br;
gim.argello@senador.leg.br;
eduardo.amorim@senador.leg.br;
blairomaggi@senador.leg.br;
alfredo.nascimento@senador.leg.br

penas_crimes_animais

Obs: As informações desta postagem (e a tabela acima) foram baseadas no e-mail recebido de Lilian Rockenbach -Coordenadora do Movimento Crueldade Nunca Mais

9 de dez de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário