18 de nov de 2011

A foto de um gato enrolado em fita adesiva postada no facebook, gerou revolta e mobilizou dezenas de ativistas e pessoas indignadas com a perversidade do ato contra o felino.

gato-torturado-face

Também configura Maus Tratos Contra Animais - Material escrito, imagens ou qualquer outro tipo de representação de ideias ou teorias que façam apologia, promovam e/ou incitem terceiros a praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

Com o título “Torturador de Gatos no Facebook” , fiz  uma postagem, na qual anexei as imagens que obtive dando apenas um print-screen de tela do perfil Felipe Conan, e de suas postagens em seus vários perfis. Tendo garantido as provas e os links, enviei e-mails pedindo que as pessoas denunciassem o caso a Delegacia de Crimes pela internet (4dp.dig.deic@policiacivil.sp.gov.br), e também no site http://www.safernet.org.br, pelos maus tratos a animais.

Inacreditavelmente, algumas pessoas me enviaram mensagens desaprovando a minha denúncia e o meu pedido de que mais pessoas denunciassem, dizendo que isso parecia somente uma brincadeira, já que havia um saco plástico por baixo da fita adesiva, e que portanto o gato poderia ficar com as patas e o rabo torcidos e imobilizados pelo tempo que seu algoz quisesse, já que os pêlos não iriam ser arrancados pela fita adesiva…

A essas pessoas só tenho a dizer que os piores venenos estão nos menores potes. Precisamos coibir e exigir punição ao primeiro ato de qualquer tipo de humilhação ou descaso contra os animais, antes que sejam vitimados pela maldade humana. Pesquisas realizadas nos EUA ao longo de 3 décadas apontam que as pessoas que são cruéis com os animais, tem uma propensão a cometer quaisquer outros atos criminosos, como violência no transito, com mulheres, crianças e idosos.

E neste caso especifico, podemos comprovar que este estudo sobre a violência, diz a verdade, pois vejam que em outro perfil, o cidadão faz uma citação sobre o “Gato de Schroedinger”, que é um experimento mental, frequentemente descrito como um paradoxo, desenvolvido pelo físico austríaco Erwin Schroedinger em 1935. Isso ilustra o que ele observou como o problema da interpretação de Copenhague da mecânica quântica sendo aplicado a objetos do dia-a-dia, no exemplo de um gato que pode estar vivo ou morto, dependendo de um evento aleatório precedente.

gato_maltratado

Ontem recebi a seguinte mensagem do Promotor de Justiça Dr. Fernando Pastorelo Kfouri, Assessor do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Criminais

From: caocrim@mp.sp.gov.br
To: ditc@prsp.mpf.gov.br

Subject: Fw: URGENTE - Denunciem, torturador de gatos no facebook
Date: Thu, 17 Nov 2011 18:59:56 -0200

À Secretaria,

No julgamento do CC nº 111338, o E. Superior Tribunal de Justiça reconheceu que, quando o crime é praticado por meio de sites como Orkut, Youtube etc., a probabilidade de que o delito adquira contornos de transnacionalidade é suficiente para, nos termos do artigo 109, CF, atrair a competência para o julgamento para a Justiça Federal.

Encaminhe-se, pois, ao Ministério Público Federal.

Atenciosamente,

Fernando Pastorelo Kfouri, Promotor de Justiça

Em 09/03/2005, a brincadeira de 3 jovens universitários, em amarrar a cadela preta grávida ao para-choque do carro e arrastá-la por 5 quarteirões que indignou o Brasil, foi registrada somente um mês depois da morte dela. Talvez porque o remorso das pessoas que presenciaram a mutilação do pobre animal e de seus bebes, em pedaços pelo asfalto, não os deixasse em paz. Se eles tivessem agido ao primeiro sinal, Preta e seus bebes não teriam sido mortos.

cadela_preta_pelotas

Artigos relacionados:

http://muralanimal.blogspot.com/2011/11/torturador-de-gatos-no-facebook.html

18 de nov de 2011
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário