1 de jan de 2012

Caso da cadela Faith se repete em dose dupla no Brasil.


O caso de dois filhotes de cachorro, que foram levados a uma clínica veterinária para serem sacrificados por não terem as patas dianteiras, mas que foram adotados, tem dado um pouco de alento aos nossos corações tão sofridos pelas notícias recorrentes de tortura e morte de animais no brasil. O caso foi postado no youtube, relembra o caso da cadela Faith conhecida mundialmente.


Atualização 01.01.2012 - A adotante do João e da Maria é a Dra. Rafaela Costa Magrin, ela ficou sabendo da postagem e deixou um comentário dizendo que eles fazem 4 meses hoje. Que ela trabalhava na clínica veterinária onde foram deixados por uma pessoa que disse que eles haviam nascido na rua, que eram 8 filhotes ao todo, mas como eles tinham essa deficiência sabia que eles morreriam lentamente, então pediu para eutanázia-los. Mas a Dra. Rafaela se emocionou ao vê-los e decidiu adotá-los. 

Em seu comentário, ela até agradece essa postagem, sendo que somos nós que temos que agradecer aos céus e implorar para que nasçam muitas mais pessoas com o imenso coração da Rafaela, porque não deve ser nada fácil cuidar e cuidar dessa dupla, é preciso além de fé, muito mais coisas.

fedosedupla

Faith (em português: Fé) é o nome de uma cadela, nascida em dezembro de 2002 num abrigo para animais dos Estados Unidos da América. Ela nasceu com 3 pernas - duas saudáveis e uma anormal, na frente, que teve de ser amputada. Seu primeiro dono também nem acreditou que ele sobreviveria. Assim sendo ele até pensou em eliminá-lo. A cadelinha foi adotada por Reuben, na época com dezessete anos, que passou a cuidar dela junto com a mãe, Jude Stringfellow. Ela acreditava que só precisava de um pouco de FÉ. Por isso ela lhe deu o nome de "Faith" (= Fé)

1654788-9920-atm14
Faith tornou-se bípede, uma vez que aprendeu a andar sobre as patas traseiras, ensinada pelas donas num processo que envolveu o uso de manteiga de amendoim como isca; após aprender a andar ereta ela se tornou bastante famosa após aparições no programa The Oprah Winfrey Show.Seus músculos e articulações traseiros se adaptaram ao esforço. Faith foi levada por sua dona em várias partes do mundo, em palestras de motivação, sobretudo para soldados mutilados em batalha, sempre provocando emoções no público que a vê, alegre e saltitando.Por seu trabalho motivacional Faith foi nomeada Sargento Honorário do Exército dos Estados Unidos da América.

Ainda não consegui contato com a veterinária ou com os adotantes dos cães que foram batizados de João e Maria, mas pelo vídeo é possível ver que ambos estão sendo muito bem amparados e que demonstram muita vontade de viver, e que dia-a-dia, vão se adaptando a sua deficiência, e fortalecendo as patas traseiras para se movimentarem livremente para brincar, comer e andar.



E é com essa notícia de fé na solidariedade e carinho destes seres humanos que acolheram e adotaram essas duas vidinhas, que pretendo encerrar as postagens do blog Mural Animal, neste ano de 2011, com a esperança de que a grande maioria dos brasileiros, aqueles que não são sociopatas e nem psicopatas, que não torturam, nem maltratam e nem matam animais, possam se unir e exigir das autoridades do brasil, uma real legislação de proteção aos animais e ao meio-ambiente, e não um arsenal de leis incompreensíveis que em nada inibem e nem punem “torturadores”, “malfeitores”, “contrabandistas” e “assassinos covardes” de animais, sejam eles domésticos, silvestres ou exóticos.

mudar_brasil

Não esqueçam de assinar, compartilhar e repassar aos amigos a petição pedindo punições mais severas contra a enfermeira Camilla Corrêa, que maltratou, torturou, arremessou, espancou e por final estrangulou a Yorkshire Lana quando a polícia chegou.
Essa petição online é só começo, ela será impressa e encaminhada ao ministério-público, haverá também uma série de manifestações públicas a serem realizadas em 2012, para exigir punição a todos os covardes que maltratam animais.
vergonha_brasil

1 de jan de 2012
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário