7 de ago de 2013

Desde a veiculação das primeiras imagens, com a sensação de impotência e tristeza pela tragédia, um fato me chamou a atenção, o adesivo no carro da cabo Andréa tinha também um cachorro, além do pai, da mãe, do filho e de sua avó, e pelo que sei as pessoas costumam somente colocar adesivos caracterizando sua família, portanto presumi que eles realmente tinham um cão na família.
CaoTragediadaFamiliaPMs
Era uma família, eram PMs, mas podiam ser médicos, ou ter qualquer outra profissão, e isso não ia alterar o fato de serem uma família. A questão de serem PMs, só serviria para dar mais justificativa do porque essa tragédia teria caído sobre eles.
O fato de a mídia não falar absolutamente nada sobre o assunto, sendo que estavam esmiuçando a vida da família, também me deixou preocupada, afinal, não seria quase óbvio que se fossem bandidos que tivessem invadido a casa, que o cão da família latisse, ou que na pior das hipóteses tivesse tido o mesmo fim trágico deles?
gato_brasilandia
A foto do cão vivo e o vídeo divulgado pela polícia mostrando o menino indo a escola, e a suspeita de que o garoto de apenas 13 anos seja o causador dessa tragédia, ainda é uma incógnita a ser revelada, já que conforme estudos do FBI, na sua grande maioria (cerca de 80%), os psicopatas começam a carreira matando animais. Por isso, em países como Estados Unidos e Inglaterra, os matadores de animais já são tratados e julgados de forma diferenciada que avança para muito além do crime de maus-tratos a animais. Nesses locais já se entende que deter esses indivíduos ou monitorá-los, quando começam a matar animais na infância, representa uma medida preventiva, de proteção não somente aos animais, mas a toda a sociedade.
Atualização: "Uma vizinha contou que sempre via Marcelo na calçada de casa com uma arma de brinquedo. Segundo ela, o rapaz atirava em passarinhos e até em pessoas que passavam. De acordo com a polícia, cerca de duas semanas antes dos crimes, o rapaz passou a dizer aos amigos que queria matar os pais, fugir e se tornar um assassino de aluguel" (Fonte R7)
O carro da cabo da PM Andreia Regina Bovo Pesseghini, um Corsa, foi encontrado perto da escola de Marcelo. O vídeo divulgado das câmeras da unidade de ensino mostram uma pessoa estacionando o veículo por volta da 1h15 e saindo do carro somente às 6h30, a pessoa após atravessar a rua indo para o colégio era o menino.
Na volta da escola, o garoto pegou carona com o pai do amigo, o mesmo que prestou depoimento hoje. No meio do caminho, viu o carro da mãe, pediu para descer, foi até o veículo e voltou. A polícia acha que Marcelo foi até o Corsa pegar uma arma .32, do avô, que depois foi encontrada em sua mochila. O pai do amigo o deixou em casa.
Familiares do casal ficaram chocados com as imagens divulgadas pela polícia. "Estou surpreendido. Não esperava uma coisas destas. Se está mostrando no vídeo, infelizmente foi ele", disse ao G1 São Paulo o empresário Sebastião de Oliveira Costa, tio de Andréia Regina Bovo Pesseghini, mãe do garoto. 
Também nas reportagens divulgadas, nenhum vizinho da família menciona o cachorro, o refrão conhecido era de que o garoto sempre brincava de bola com a avó, ainda não ouvi nenhum comentário que dissesse; que ele levasse o cão para passear ou que gostasse ou não do animal.
Pelos fatos, imagens e vídeos é possível ver que a foto do cachorro foi tirada ao lado do portão branco da entrada da casa da família, onde uma multidão tem se aglomerado desde o dia 05/08, e o cachorro está deitado ao lado de duas luvas cirúrgicas largadas ali por alguns dos “peritos” que com certeza não acharam nenhuma lata de lixo. Parecendo alheio a tudo e a todos, ele não tem como informar a ninguém como ele vivia, e o que presenciou dessa tragédia. Fato é que ele foi poupado da morte, mas perdeu o seu ou a sua cuidadora, e oremos para que ele encontre nos parentes um novo lar e uma nova família.


Leia também: A Maldade Infantil

7 de ago de 2013
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário