21 de nov de 2013

Dois cachorros que vivem no cemitério Nossa Senhora do Montenegro, em Jundiaí (SP), são a prova de que a espécie é mesmo a melhor amiga do homem. Desde que os donos morreram e foram enterrados no local, eles não saíram mais de lá.

caes-cemiterio

"O cachorro foi o único membro da família Rigueira q resistiu a um soterramento na Vila Camilo na cidade de Jundiaí/SP, no começo de 2010. O cachorro veio de carona para o velório escondido por baixo dos bancos da perua que trouxe parentes e amigos ao cemitério. Acompanhou a procissão para o sepultamento dos quatro membros da única família que ele tinha, e por várias vezes chorou, soltando uivos de lamentação. Quando as pessoas foram embora, o cão ali ficou zelando pelos entes queridos.Os funcionários do Cemitério Nossa Senhora do Montenegro apegaram-se ao vira-lata e lhe puseram um nome: Camilo.

Alguns meses depois quando uma outra família foi enterrada, outro cão veio acompanhar o enterro. A Família era de uma cidade vizinha, e o cachorro deve ter seguido o funeral pela estrada. Apelidado de Gigante, encontrou um amigo que como ele entendia sua dor. Os dois viraram unha e carne. Não se desgrudaram mais.

Passaram a ser acolhidos e cuidados pelos funcionários do cemitério, que entenderam que os animais tem sentimentos que precisam ser respeitados.

saudade

Leia também

ARCEBISPO NÃO RECONHECE DIGNIDADE DOS ANIMAIS?

animais-cemiterio

21 de nov de 2013
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário