20 de jul de 2014

A leoa Helga, de 14 anos, que sobrevivia sozinha, depressiva e num espaço mínimo com grades enferrujadas, quebradas e emendadas com arame, após a morte de seus companheiros felinos, no que ficou conhecido como o Zoo de Taboão da Serra.

leoa-helga

No ano passado a morte de uma jaguatirica, em julho, seguida da de um tigre, em agosto, além da de um leão e uma tigresa, em novembro, desencadeou uma série de protestos de ativistas da proteção animal.

Vários animais conseguiram ser transferidos para a Associação Mata Ciliar, em Jundiaí, que sobrevive de doações.

A Leoa Helga está se recuperando, mas ela ainda precisa de madrinhas e de padrinhos. A campanha visa arrecadar fundos para manutenção e melhorias. Colabore!

ASSOCIAÇÃO MATA CILIAR - CNPJ: 61.056.933/0001-95
BANCO SANTANDER (033) AGÊNCIA 0298 – PEDREIRA CONTA 13001182-9

 

Assista ao vídeo feito pela Revista Veja

https://www.youtube.com/watch?v=owjgGHiY7q0

20 de jul de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário