13 de set de 2014

A Reserva biológica de Poço das Antas, que possuí a típica fauna da Mata Atlântica, com uma riqueza considerável de espécies de aves (275 espécies), e também da preguiça-de-coleira, é a área que possui a maior população de mico-leão-dourado, com pouco mais de 560 indivíduos; está ameaçada pelo rodeio programado para acontecer no munícipio de Casimiro de Abreu/RJ, na região dos lagos, neste final de semana.

rodeio_reserva

A reserva biológica que se localiza entre os municípios de Silva Jardim e Casimiro de Abreu, está a cerca de 120 quilômetros do Rio de Janeiro.

A lista de shows da festa promovida pela prefeitura de Casimiro de Abreu, e divulgada pelo G1, preocupou a advogada Edna Maria de 58 anos. Entre as atrações consta o nome da Companhia de Rodeio Falcão.

Durante as 2 horas de rodeio, cavalos e bois entram na arena com o sedém – instrumento que pressiona o órgão genital do animal para que ele salte. Os pulos ou coices que são vistos, são resultados da crueldade, da dor que o animal sente. Sem o sedém - o boi e o cavalo não pulam.

No site da Companhia de Rodeio Falcão, além do rodeio, consta também a queima de fogos com a seguinte descrição; “A noite vira dia com o show pirotécnico, que explodem no céu...”. O que significaria que centenas de aves e outros animais, como o mico-leão-dourado listado como espécie em perigo, e que podem morrer em decorrência do impacto ambiental causado pelo show pirotécnico e musical, promovido pelo município onde habitam, e que apesar de ser um polo de turismo ecológico; parece não dar importância ao meio-ambiente, e nem a crueldade implícita no rodeio que contratou.

Várias liminares, já foram concedidas em favor dos animais escravizados em rodeios, proibindo o uso de cordas, pateiras, esporas, choques elétricos, laços e o sedem.

O IBAMA e o Ministério Público têm produzido laudos e multas, monitorando e fiscalizando o impacto ambiental, quando a poluição sonora ocorre em níveis capazes de acarretar danos à saúde humana e a morte de animais.

A denúncia é da Advogada Edna Maria, que também é militante da causa animal, e que busca uma solução junto às autoridades para que o rodeio seja cancelado. A advogada busca uma vaga no legislativo para garantir o direito e bem-estar dos animais.

13 de set de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário