5 de nov de 2014

Um gato batizado com o nome de Flamengo, era o escolhido para tripular a Sonda 360-BD, a ser lançada no foguete Félix.

gato-espacial-brasileiro

O Félix foi um projeto do IME, então Escola Técnica do Exército (ETE), coordenado pelo então coronel Manuel dos Santos Lage, um dos pioneiros
dos foguetes no Brasil.

Reportagens em jornais americanos diziam que o Exército Brasileiro estava planejando lançar um foguete que poderia levar um gato. O plano era colocar o felino, dentro de uma câmara pressurizada com oxigênio, e com instrumentos de registro ligados a ele, seria alimentado de oxigênio durante o voo.

Consta nas reportagens que vários  protestos foram feitos por defensores americanos de gatos, mas o relato era de que o lançamento do foguete ocorreria no ano novo de 1959. Diziam ainda que o gato  Flamengo, já havia sido treinado e estava pronto para ser o primeiro animal espacial brasileiro.

brazil_cat_space

As reportagens mencionam que o Coronel Lage teria tido,  “Estamos usando o gato para testar as resistências de uma coisa viva em alta velocidade e em grande altitude. Instrumentos ligados ao Flamengo vão medir sua pulsação e estado geral.

“Flamengo pertence as minhas duas filhas, eu não iria expô-lo à morte. O gato vai voltar vivo!”

Félix era o nome do gato que conseguiu fugir do programa espacial francês. Em seu lugar Félicette, é que veio a se tornar a primeira gata enviada ao espaço.

Felizmente para o gato Flamengo, o projeto do Sonda 360 BD foi desmantelado, e o Coronel Lage foi transferido de setor.

Leia também

hector-rato-espaco A triste história de Laika
Cientistas Afirmam Animais têm Consciência_thumb[1] gata-espaco1

5 de nov de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário