26 de ago de 2014

Família de Orcas Grita por Socorro para salvar filhote de rede de pesca

Ao longo de décadas de estudo e rigorosa pesquisa, os biólogos têm vindo a aprender muito sobre o comportamento singular das orcas na natureza. E a mais profunda característica da espécie são – seus laços de família.

Família de Orcas Grita por Socorro

Na semana passada, uma equipe a bordo de um navio de observação de baleias, começou a captar uma série de vocalizações incomuns das orcas em seus microfones subaquáticos. Nicole Mackay, que opera  Whale Watching Mackay, disse a rede canadense, e reproduzida pelo site The Dodo, que as chamadas eram um "som de desespero."

Leia também: ORCA NÃO É NEM BALEIA NEM ASSASSINA

E logo ficou claro o porquê. Momentos depois, a tripulação ouviu pelo rádio, um pescador informando a guarda costeira que um filhote de orca havia ficado preso em sua rede de pesca. O barco da equipe de observação de baleias não estava longe, então eles foram até o local, para ver se eles poderiam ajudar.

Leia também: Blackfish Nos Bastidores do Parque Marinho SeaWorld

Ao chegarem perto, a tripulação viu algo notável. Embora a família de orcas do filhote que estava preso pudesse facilmente ter nadado para longe temendo por sua própria segurança, ficaram ao lado do pequeno. Como o pescador solitário, foi descrito como sendo um homem idoso, ele lutava com a rede e o peso, e as orcas começaram a pular na água para ver o que estava acontecendo na superfície.

Leia também: Salvando as Baleias, esfriamos os Oceanos

"A mãe do filhote que ficou preso é chamada ‘I103, pertence à família ‘I15’ do estudo, e é composta de mais dois irmãos, uma tia e dois primos, que estavam todos angustiados esperando que o jovem orca conseguisse se soltar",  escreveu Mackay.

Leia também: FALECE A ORCA QUE ENCALHOU EM PRAIA DO ESPIRÍTO SANTO

"I103, a mãe orca então afundou para o fundo da rede sob a água, e seguindo-a toda a família mergulhou profundamente, e ficaram cerca de 12 minutos submersos. Estávamos todos muito estressados durante este tempo, porque as orcas normalmente prendem a respiração por até 5 minutos apenas. Não tínhamos certeza neste momento se I103 estava viva ou não e ficamos temendo o pior. "

Leia também: Quando Criança ajudou a Salvar Orcas Agora torna-se Parceira de Parque Aquático

Por fim, para o alívio da equipe de observação de baleias, o idoso pescador foi capaz de puxar a rede de perto para cortá-la, e liberar o animal, terminando assim essa sua experiência traumática. Os pesquisadores chegaram pouco depois para acompanhar o filhote libertado, que seguiu com a família pela costa.

Mackay diz que ela nunca testemunhou uma cena assim antes, acrescentando que a cena, e os sons captados expressam a lealdade incrível que os animais têm uns com os outros.

"O vínculo familiar que essas orcas têm é tão forte que eles não deixariam esse filhote de forma alguma. Quando ele afundou, todos afundaram com ele", disse ela. "Foi realmente muito comovente e assustador ao mesmo tempo."

O registro dessa cena está em um  gritante contraste, com as cenas que ocorreram na região apenas algumas décadas atrás, e que não tinham um final feliz. Até meados dos anos 1970, os filhotes de orca eram intencionalmente presos nas redes para serem vendidos para passarem o resto de suas vidas em cativeiro, enquanto que suas famílias desesperadas assistiam e sofriam, sem poder impedir a crueldade.

Embora a captura de orcas tenha sido banida no Canadá e nos EUA, a tragédia de filhotes separados de suas famílias continua até hoje nos parques marinhos. Os registros mostram que o parque SeaWorld,  rotineiramente separa os filhotes orcas de suas mães em uma idade onde eles ainda são muito dependentes delas. 

26 de ago de 2014
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário