6 de jan de 2015

A Petco afirmou seu compromisso de colocar em primeiro lugar a segurança e a saúde dos animais de estimação, removendo completamente das prateleiras de suas 1.300 lojas, e de seu site todos os petiscos para cães e gatos produzidos na China. Em resposta sua concorrente a PetSmart disse que fará o mesmo em Março.

petisco_animais

"Sendo uma parceira confiável para os pais de animais de estimação, acreditamos que esta é a coisa certa a fazer, e estamos orgulhosos de dar este passo no melhor interesse para os animais", disse Jim Myers, CEO da Petco em seu blog. "Como nós alimentamos também os assuntos ligados aos animais de estimação, este marco apoia o firme compromisso da empresa para colocar os nossos clientes, parceiros, e os animais que servimos em primeiro lugar."
 
A Petco há vários anos não importa diretamente nenhum item alimentar para cães e gatos provenientes da China. A decisão de suspender a venda dos produtos feitos na China, permite a Petco expandir sua variedade de alternativas seguras e saudáveis que são feitos nos EUA ou em outras regiões do mundo que oferecem  completo suportede saúde para os animais de estimação, incluindo novos itens da Nova Zelândia, Austrália e da América Do Sul.
 
"A resposta dos clientes para a nossa ampla variedade de guloseimas tem sido grande", acrescentou Myers. "E nós estamos igualmente satisfeitos com o quão ágil nossos parceiros fornecedores foram, para nos ajudar a adquirir uma formação totalmente nova de alta qualidade.

Alimentar e tratar da segurança continua a ser uma das principais preocupações para os tutores de animais de estimação. Em uma pesquisa recente realizada pela Packaged Facts, 45% dos donos de cães e 48% dos donos de gatos concordaram que o medo de contaminação de alimentos para animais de estimação e segurança do produto é uma questão fundamental para os alimentos para animais que adquirem.

Nem o FDA a administração federal de drogas dos EUA, e nem a rede coligada de laboratórios veterinários (VLRN), ainda foram capazes de determinar como as guloseimas produzidas na China, estão causando as doenças e as mortes. Isto significa que nada mudou ou melhorou desde que o problema foi identificado pela primeira vez em 2007.

Em 2012, a ANDA informou que cerca de 1.000 animais adoeceram nos EUA após a ingestão de petiscos fabricados na China.

A Nestlé Purina - uma das marcas os quais alguns petiscos são ‘made in china’  negaram qualquer irregularidade. Entretanto criaram um site propondo um acordo de indenização aos que apresentarem o pedido em seu formulário. (link aqui)

A FDA (Federal Drug Administration), recebeu mais de 4.800 queixas de animais doentes, incluindo a morte destes, depois que eles comeram petiscos a base de frango, pato, e de batatas produzidas na China. Os testes não confirmaram qualquer conexão, mas a agência ainda está investigando.

A China possui um longo histórico de escândalos que incluem produtos tóxicos em alimentos infantis, e em derivados de carne de porco contaminados, arroz com metais pesados e a reutilização de gordura de cozinha conhecida como “óleo de sarjeta”.

Em 2007, centenas de animais morreram após comerem alimentos produzidos na China cujos ingredientes estavam contaminados com a melamina plástica, o que levou a um recall em massa.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pediu em 23/05/2007, esclarecimentos a três empresas multinacionais com sede nos Estados Unidos que exportam para o Brasil rações para o consumo de animais domésticos. O ministério quer saber se produtos contaminados com ingredientes chineses adulterados chegaram ao País. O órgão, no entanto, não divulgou o nome das empresas questionadas.
O jornal "O Estado de S.Paulo" publicou a denúncia de que mais de 4 mil gatos e cachorros morreram nos EUA neste ano, depois de comerem ração contaminada com melamina, um composto orgânico usado em fertilizantes e plásticos, e ácido cianúrico, usado para limpar piscinas.
Os fabricantes americanos compravam glúten e proteína de arroz - usados na produção das rações - de empresas chinesas. Essas empresas, por sua vez, são acusadas de misturar compostos orgânicos tóxicos para aumentar artificialmente o valor dos produtos.
As informações são de O Estado de S.Paulo.

Em 2008, a China reconheceu a contaminação generalizada de rações.

Um editorial publicado pelo jornal estatal China Daily, reconhece que é ampla a prática de adicionar melamina na ração animal feita no país. A afirmação está sendo vista como uma confissão velada do governo de que a cadeia alimentar pode estar amplamente contaminada pela substância química.

“O fato de que melamina foi encontrada em ovos produzidos em  diferentes granjas, sugere que a contaminação não é acidental neste caso”, reconheceu o veículo estatal. “A indústria de rações parece ter consentido em concordar em utilizar o produto químico (melamina) para reduzir os custos de produção e manter ao mesmo tempo a quantidade de proteína para as inspeções de qualidade”, afirmava o editorial.

O reconhecimento da imprensa estatal vem em meio à crescente preocupação de que toda a cadeia alimentar esteja contaminada com a substância que causa doenças renais. Testes feitos pelo governo de Hong Kong mostraram que ovos de pelo menos quatro regiões da China testaram positivo para a presença excessiva de melamina. Outros testes estão sendo conduzidos com amostras de carne, frango, porco e peixe para determinar a extensão da contaminação na cadeia alimentar.

Uma reportagem publicada  pelo diário Nanfang Daily, afirma que é “um segredo aberto” da indústria alimentícia que restos de melamina descartados pelas empresas químicas são reembalados e revendidos como “proteína em pó”, adicionada aos alimentos.

Também o jornal Beijing News, revelou que autoridades da província de Liaoning suspeitaram que os ovos  produzidos na região, foram contaminados  pela ração adulterada, mas o caso foi encoberto.

Oficiais do partido comunista da China, emitiram ordens proibindo que a imprensa local investigasse ou reportasse sobre a contaminação dos ovos e da ração. A situação só veio à tona por que na época o governo de Hong Kong revelou. As informações são da BBC Brasil

Melamina

A substância melamina é um químico orgânico, encontrado na forma de cristais brancos ricos em nitrogênio. Ela é comumente utilizada na produção de plásticos, adesivos e fertilizantes, mas também serve para “enganar” testes de amostragem de proteína. Em exames de controle de qualidade alimentar, altos níveis de nitrogênio podem sem interpretados como altos níveis de proteína, por isso a melamina funciona como uma “maquiagem” nesses casos.

Nota: Não consta que as ‘marcas’ listadas abaixo tenham ‘deixado’ de fazer negócios com a China.

Aumenta a lista de rações proibidas - Atualizado pelo FDA em 27 de abril de 2007.

O recall acontece nos EUA e também no exterior. Mantenha-se informado sobre os recalls e observe seu animal de estimação atentamente para detectar sinais de problemas de fígado, que incluem falta de apetite, letargia (falta de disposição) e sede excessiva.

 

GATOS

CÃES

Americas Choice, Preferred Pet
Authority
Best Choice
Blue Buffalo Co (RICE GLUTEN)
Companion
Compliments
Demoulas/Market Basket
Diamond Pet Food (RICE GLUTEN)
Doctors Foster & Smith (RICE GLUTEN)
Eukanuba Cat Cuts and
Flaked
Eukanuba Morsels in Gravy
Fine Feline Cat
Food Lion
Foodtown
Giant Companion
Hannaford
Harmony Farms (RICE GLUTEN)
Hill Country Fare
Hill’s Prescription Diet
Hy-Vee
Iams Cat Slices and Flakes
Iams Select Bites
J.E. Mondou
Laura Lynn
Li’l Red
Lick Your Chops (RICE GLUTEN)
Loving Meals
Medi-Cal
Meijer’s Main Choice
Natural Balance (RICE GLUTEN)
Nutriplan
Nutro Max Gourmet Classics
Nutro Natural Choice
Nutro Products
Paws
Pet Pride
Pounce
Presidents Choice
Price Chopper
Priority US
Publix
Royal Canin Veterinary Diet (RICE GLUTEN)
Save-A-Lot Special Blend
Schnucks
Science Diet Feline Cuts Adult
Science Diet Feline Cuts Kitten
Science Diet Feline Cuts
Mature Adult 7+
Science Diet Feline Savory
Cuts Can
Sophistacat
Special Kitty Canada
Special Kitty US
Springfield Prize
Sprout
Stop & Shop Companion
Stop & Shop/Giant Compa-
nion
Wegmans
Weis Total Pet
Western Family US
White Rose
Winn Dixie
Your Pet

ALPO
Americas Choice, Preferred Pet
Authority
Award
Best Choice
Big Bet
Big Red
Bloom
Blue Buffalo (RICE GLUTEN)
Bruiser
Cadillac
Canine Caviar Pet Foods (RICE GLUTEN)
Champion Breed Lg Biscuit
Champion Breed Peanut Buter
Biscuits
Companion
Companion’s Best Multi-Fla-
vor Biscuit
Companion/Giant Companion
Companion/Giant Companion
Tops Companion
Companion/Tops Companion
Costco/KirklandSignature (RICE GLUTEN)
Demoulas Market Basket
Diamond Pet Food (RICE GLUTEN)
Doctors Foster & Smith (RICE GLUTEN)
Dollar General
Eukanuba Can Dog Chunks in Gravy
Eukanuba Pouch Dog Bites in
Gravy
Food Lion
Giant Companion
Giant Companion/Tops Companion
Gravy Train
Grreat Choice
Hannaford
Happy Tails
Harmony Farms (RICE GLUTEN)
Harmony Farms Treats (RICE GLUTEN)
Hill Country Fare
Hy-Vee
Iams Can Chunky Formula
Iams Can Small Bites For mula
Iams Dog Select Bites
Jerky Treats Beef Flavored
Dog Snacks
Laura Lynn
Loving Meals
Meijer’s Main Choice
Mighty Dog
Mixables
Mulligan Stew Pet Food (RICE GLUTEN)
Natural Balance (RICE GLUTEN)
Natural Life
Natural Way
Nutriplan
Nutro
Nutro – Ultra
Nutro Max
Nutro Natural Choice
Nuture
Ol’ Roy
Ol’ Roy 4-Flavor Lg Biscuits
Ol’ Roy Canada
Ol’ Roy Peanut Butter Biscuits
Ol’ Roy Puppy
Ol’Roy US
Paws
Perfect Pals Large Biscuits
Pet Essentials
Pet Life
Pet Pride / Good n Meaty
Presidents Choice
Price Chopper
Priority Canada
Priority US
Publix
Roche Brothers
Royal Canin (RICE GLUTEN)
Royal Canin Veterinary Diet (RICE GLUTEN)
Save-A-Lot Choice Morsels
Schnuck’s
Shep Dog
SmartPac (RICE GLUTEN)
Springfield Prize
Sprout
Stater Brothers
Stater Brothers Large Biscuits
Stop & Shop Companion
Stop & Shop Companion/Giant Companion
Tops Companion
Weis Total Pet
Western Family US
White Rose
Winn Dixie
Your Pet

6 de jan de 2015
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário