27 de mar de 2015

O portal espanhol ABC de notícias, que havia publicado que cinco cães acompanhados de protetores teriam morrido no fatídico voo da Germanwings que caiu na França, retificou a informação.

dog_germanwings

À notícia inverídica que se espalhou rapidamente nas redes sociais, foi contestada pelas associações Lasa animal e SOS Galgos, que lançaram um comunicado, esclarecendo que somente um voluntário no transporte de animais para doação estava no avião – desacompanhado de qualquer animal.

Apenas um padrinho no transporte de animais para doação está entre as vítimas do Airbus da Germanwings, click para ler a postagem.

A foto da cadela Lola que ilustrava a falsa matéria e que supostamente teve sua vida salva devido ao atraso de suas vacinas, também é inverídica já que a Germanwings nunca admitiu transportar animais nos compartimentos de carga de suas aeronaves.

Conforme dados do site da Germanwings/Eurowings, somente cães e gatos até 8 Kg poderiam viajar junto aos passageiros na cabine do avião.

Associações Espanholas de Defesa dos Animais, estimam que 60 mil cães da raça Greyhound, também conhecido como Galgo Inglês, são mortos por ano.

Os cães são usados devido a ser à mais rápida entre os cães, já que é o segundo animal mais veloz, perdendo apenas para o guepardo. Explorados pelos caçadores, são usados para capturar lebres e coelhos sem que armas de fogo sejam empregadas. Quando não correm o suficiente, são mortos com um tiro, ou enforcados nas árvores.

Muitos animais abusados e negligenciados na Espanha viajam diariamente para outros países da Europa. A estimativa é de que 20% dos cães resgatados são enviados para lares temporários fora da Espanha. 

27 de mar de 2015
comments powered by Disqus

Comentário(s)

Nenhum comentário:

Postar um comentário